• Eliane Silva

O catador de sonhos

O empresário visionário que começou como catador de latinhas ensina tudo o que você precisa saber sobre otimismo, superação e determinação



A ideia de que não é possível progredir na crise é equivocada.


Muitas pessoas pensam que não é possível progredir na crise. Esse pensamento pessimista atrasa as relações comerciais e a realização dos sonhos. O que ocorre é que as crises geram novas oportunidades, alternam as mãos que seguram o dinheiro e isso deve ser considerado de forma positiva. Apenas os vaidosos e os que não têm foco no que é de fato consistente, perdem oportunidades.


É preciso não ter vaidade quando o assunto é prosperar. A vaidade pode minar os negócios, uma vez que a necessidade de mostrar exuberância antecede o foco em resultados, no que realmente cria os recursos para que possíveis vaidades possam ser administradas no momento certo.

“A economia é como uma máquina ligada 24 horas, que não para de produzir novos ricos, centenas de milionários e algumas dezenas de bilionários.”

Com origem mineira humilde, Rufino desenvolveu a habilidade de não se abalar com as dificuldades. Quando criança, após uma geada destruir a lavoura que trazia o sustento familiar, ele e sua família se mudaram para São Paulo com os poucos pertences que sobraram. Nas primeiras noites, Rufino e sua família dormiram numa estação de trem. Rufino considerou aquela experiência um luxo, pois a casa em que vivia era de pau a pique, já a estação era cimentada.


Dos 9 aos 11 anos Rufino conseguiu juntar o que atualmente totalizariam 10 mil reais em dinheiro, resultado dos trabalhos que fazia com o irmão. De comum acordo, decidiram esconder o valor em latinhas enterradas num terreno baldio, até que um dia o terreno foi vendido e o novo dono passou a máquina de limpeza que destruiu as latinhas que guardavam a quantia. Essa foi a sua primeira queda, mas com determinação e humildade buscou se reerguer, como fez várias vezes em sua vida.

“Não importa qual seja a situação econômica no momento, sempre temos duas opções: acelerar e trabalhar, ou tirar o pé do acelerador e reclamar.”

Falhas acontecem, mas elas não são necessariamente determinantes para o fracasso. Um empreendedor inteligente e determinado sabe usá-las como ferramentas para o desenvolvimento. É importante adquirir a habilidade de descomplicar. Isso requer desenvolver boas estratégias e mais ainda: não criar monstros e deixar que eles ganhem força na sua mente. Não há problema humanamente criado que não tenha solução. Entretanto, o otimismo deve estar aliado ao realismo, ou você pode acabar traçando metas inatingíveis.


Outra habilidade crucial é protagonizar a própria história, não permitindo que fatores externos tomem a rédea da sua trajetória. Nesse percurso, valorizar as pessoas ao redor é um dos atributos que levam ao sucesso. Por isso, é importante escolher pessoas que lhe acolhem, não só nos momentos bons. Faça o sucesso ser algo importante para você e para as outras pessoas. Essa é uma grande e inegociável conquista. Use as suas habilidades para influenciar positivamente a vida das pessoas e aprenda a atrair apenas o que é bom. O poder do pensamento é imensurável!

“Empresas em todos os lugares do mundo precisam de capital humano. Onde o dono não enxerga esse valor, também não tem vida. Não tem alta performance. Não tem inovação. Aquele seu grande negócio não vai durar. Para perpetuar qualquer coisa, valorize as pessoas.”

Ter visão das oportunidades não é um dom sobrenatural nem envolve um segredo específico. É resultado de persistência e fé inabaláveis na realização dos sonhos. As oportunidades estão sempre ao alcance, é preciso ser criativo e não deixar as chances passarem. Muitas vezes as pessoas perdem oportunidades porque pensam mais no negativo do que no positivo das ofertas.

“Eu só penso ou absorvo o que me interessa, só o que soma. Se a notícia será boa para mim, ótimo. Foco nela. Se vai me preocupar, é ruim e vai refletir negativamente na minha vida, deleto.”

Enquanto a ideia negativa sobre as coisas persistir, você poderá perder oportunidades de crescimento num piscar de olhos. Enxergue e considere tudo que possa ser bem aproveitado, e claro, faça mais do que o esperado. Entregar além da meta é atingir resultados além da meta, trazendo aprendizado e lucratividade.


Os recomeços estão associados à credibilidade conquistada em crises anteriores.


Rufino quebrou seis vezes. Ele conseguiu se levantar mais forte e consistente em todas elas, porque aprendia com os erros. Ele não tinha medo de errar. Ele sempre foi respeitado por seu espírito empreendedor e por honrar os compromissos, garantindo a credibilidade dos credores.

A credibilidade é conquistada também quando não se tem receio de mostrar o que deu errado, pois pode acontecer das informações negativas do seu negócio ganharem proporções ainda maiores quando descobertas. Ter compromisso e responsabilidade com os negócios e com as pessoas é um dever do empreendedor que deseja conquistar credibilidade. Pode-se até perder o crédito, mas não a credibilidade.

“Eu sempre acreditei no seguinte: aquele negócio deu problema? Veja o que você errou e melhore no próximo.”

É preciso que o patrimônio seja superior às quedas. Patrimônio representa garantia para a negociação. Ou seja, quebrar é algo comum, que não significa necessariamente falta de responsabilidade. Mas quebrar a ponto de atingir o patrimônio significa ser irresponsável porque coloca em risco um elemento necessário para a recuperação.


O grande desafio que um empreendedor pode se deparar é quando precisa recomeçar, pois esse é um momento que requer uma mente equilibrada e jogo de cintura para vencer negociações que proporcionem suporte financeiro. Antes de tudo, ame-se. O equilíbrio é o verdadeiro segredo. Acredite que você tem competência e habilidades suficientes para encontrar uma saída. Além de acreditar em si mesmo, a credibilidade aliada a estratégias de negociação facilita muito os recomeços. Ficar lamentando não levará você a lugar algum. É preciso focar no que é necessário e aprender com os erros, pois eles ensinam e aprimoram a sua fórmula do sucesso.

“Ter essa filosofia de vida me fez pagar os 16 milhões de reais que devia, sair da concordata e faturar, atualmente, acima de 50 milhões de reais por ano e retomou o crescimento médio de 30% ao ano, independentemente do tipo de crise ou do momento.”

Ninguém cresce na zona de conforto, é preciso inovar sempre. Além disso, é necessário manter-se informado sobre as legislações para poder exercer influência sobre elas. Há leis que mesmo bem intencionadas podem enfraquecer o seu negócio, e quem deve estar atento a isso é você. Por isso, é muito importante ter participação ativa nesse processo, para reagir em tempo hábil. Esses aprendizados são valiosos pois orientam as atitudes após as quedas.

“Rapidez é atitude, é desviar do problema e olhar para a solução. Você ganha tudo de novo!”

O segredo é não desistir de tentar, pois a cada tentativa, o sucesso é lapidado. Pense em quantas vezes você já recomeçou após cair, seja quando estava aprendendo a andar sozinho ou de bicicleta. Certamente algumas quedas fizeram parte desse processo, mas se você não teve medo de tentar de novo, você aprendeu.


A meta é ganhar 1 dólar a mais por dia.


O objetivo é aumentar o seu lucro e o seu patrimônio. Em vez de criar metas mais complexas para atingir, como dobrar ou multiplicar o lucro, busque ganhar 1 dólar a mais por dia e se importe em fazer com que mais pessoas também consigam. Isso é possível na vida real. Da mesma forma, determine metas simples de serem atingidas pelos seus funcionários.

“Não são os funcionários que administram a empresa. Não adianta simplesmente transferir o pacote fechado de seus problemas e necessidades a eles. ”

O sucesso é como uma escada e é importante não pular degraus, pois cada um está ali por uma razão. Querer chegar ao topo pulando etapas torna mais provável a necessidade de retornar ao nível inicial para poder recomeçar e aprender as lições necessárias no caminho. Lembre-se que os ensinamentos da vida pessoal e familiar podem ser úteis à vida profissional. Reconhecer a importância apenas do sucesso profissional e esquecer o sucesso na vida familiar e pessoal é um grande erro. O sucesso é pleno quando há equilíbrio em cada seara da vida.


O sucesso do seu negócio está nas pessoas. Por isso, conhecer o cliente é mais importante que realizar vendas, pois é conhecendo o cliente que o sucesso nas vendas ocorre. Ao identificar o perfil do cliente, o que ele busca e para qual finalidade, é possível desenvolver as estratégias eficazes sobre o que ofertar. Lembre-se sempre que as pessoas são importantes, não as menospreze, atenda de forma especial e atraia a atenção delas para o seu negócio. Os clientes são a melhor propaganda do seu empreendimento.

“Veja bem qual energia está gerando, porque é isso que vai colher. Você precisa agradecer, e jamais fará isso por escolhas que o irritam. É preciso ter essa medida se quiser 1 dólar a mais todo dia.”

Além disso, pare de reclamar da concorrência; ela precisa existir. Em vez de ser negativo, pesquise como a sua concorrência faz e faça melhor. A competitividade promove o crescimento do mercado e faz com que os empreendedores busquem aprimorar seus serviços e produtos. A concorrência permite aprender com os erros de outras empresas, bem como com os acertos também.


Faça a sua fortuna sendo proativo e acreditando no seu sucesso.


Todos desejam ter sua própria fortuna, mas é preciso dar o primeiro passo. A história de Rufino mostra que é possível começar do zero, se tiver amor, disciplina e fé. Ele mostra com a sua experiência, desde a fase da reciclagem à fase da automotiva, o quanto a riqueza deve estar aliada à prosperidade. Na verdade, é a mente próspera que conduz aos caminhos da riqueza material, e não o contrário. Portanto, não adianta querer crescer sozinho e avarento.

“E mais: não tenha medo de fazer sua fortuna e, menos ainda, de dividi-la. Não apenas o sol nasce para todos como o dinheiro pode passar pela mão de todos.”

Quanto mais convencidas da crise, menos as pessoas prosperam. É preciso buscar ser maior do que ela sendo proativo. É possível crescer e se desenvolver no Brasil, que diferentemente do que alguns pregam, é um país com grande potencial de crescimento. Quando se quer, e se tem disciplina, a distância entre o sonho e a realização fica mais curta. E claro, sem esquecer a humildade.


A JR Diesel atua no setor de desmanches de automóveis, que é um setor ainda marginalizado no país, mas desde o início Rufino se empenhou em fazer o negócio funcionar do jeito certo, e essa decisão acertada beneficiou a ele e ao próprio setor que passou a estipular regras ambientais, fiscais e credenciais, legalizando a atividade e trazendo o olhar do investidor para o ramo.


Com o ramo legalizado, concorrentes apareceram, e isso aumentou ainda mais a produtividade, bem como melhorou a qualidade do serviço prestado, já que é possível aprender com a concorrência, enquanto a concorrência aprende com a sua forma de conduzir o seu negócio. E, assim, todos evoluem. Essa é a ideia. Não é preciso acreditar na escassez. A prosperidade pode ser para todos.


2 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo