• Eliane Silva

O acaso não existe

Ou você constrói a carreira dos seus sonhos ou alguém vai te contratar para construir a dele


A necessidade de ser criativo e a velocidade das empresas estão em conflito.


As pessoas aprendem a construir suas carreiras com o objetivo de ganhar dinheiro ao invés do bem-estar profissional e pessoal. Muitos passam a agir roboticamente. Isso gera uma desconexão com as necessidades das empresas que justamente esperam que os profissionais sejam questionadores e capazes de pensar diferente.

“A pergunta é: como exercer a criatividade sem a liberdade de questionamentos e estímulos à curiosidade?”

Uma formação escolar focada em conteúdo acaba moldando um ser humano que pensa de maneira “linear” e ordenada. Isso não é necessariamente ruim, mas esse tipo de pensamento não dá conta de encontrar soluções para nos tornarmos a sociedade que sonhamos. Como resultado disso, as pessoas escolhem carreiras que não estão de acordo com a sua verdadeira vocação.

Trabalhar em um local estático sem “dúvidas ou reflexões” causa passividade, mata a criatividade e destrói o dinamismo. As empresas mais bem-sucedidas são aquelas que incentivam seus colaboradores a aprender, fazer perguntas e refletir. Jovens que não questionam não serão capazes de propor soluções para melhorar seus ambientes de trabalho e vida adulta.


Para crescer é preciso olhar para fora e expandir a visão.


Para que você não seja carregado pela enxurrada de mudanças é preciso buscar conhecimento diversificado e comportamento questionador. É fundamental ser humilde e admitir que é preciso ajuda para administrar a sua própria carreira. Outro talento essencial para o futuro é a capacidade de mudar rapidamente a maneira de enxergar as coisas. Nos momentos de crise são os que se adaptam mais rápido que crescem. Uma carreira não é um caminho linear com “começo, meio e fim”, mas sim uma série de reajustes ao longo da jornada. Olhe para a sua jornada profissional como um artigo valioso e se pergunte como ganhar com isso. Por que sua carreira é relevante? Quem se interessa por ela? Quanto vale o seu trabalho? Como você se destaca da maioria? Reflita. Onde está o trabalho dos meus sonhos? Como me aproximar mais dele? O meu trabalho está alinhado com o que acredito, com o que espero da vida e com aquilo que me satisfaz?


Prepare-se para o dia em que tudo der errado.


Existem profissionais distraídos que não se preparam para tempos difíceis. As épocas de boas vendas e economia estável dão a falsa impressão de tranquilidade. Isso os torna passivos e por isso eles perdem a habilidade de recriar suas carreiras e suas vidas. Os momentos de crise impulsionam mudança e amadurecimento já que forçam as pessoas a olhar as coisas de outra maneira. Você está se preparando para momentos de crise? Todo mundo passa por uma crise de carreira. Até mesmo para os mais preparados, em algum momento a dúvida ou insegurança vai bater à porta. O ponto positivo disso é que seremos levados a buscar novas ideias e novos aprendizados.

“É importante saber surfar nas ondas de bonança, mas é preciso estar atento às tempestades que se aproximam.”

É primordial cuidar dos seus contatos. Conecte-se para discutir ideias, debater, criar algo junto e aprender. Somente assim você vai se envolver em novos ambientes. As mudanças acabam por resignificar nossos empregos, por isso saiba que um diploma apenas não garantirá nada. Você está usando bem sua rede de contatos? Já parou para pensar que seu emprego ou local de trabalho irá desaparecer em breve? Como você pode melhorar seus contatos e se envolver em novas atividades?


Escolha se reinventar para sobreviver às mudanças.


Pessoas que alcançam seus objetivos têm uma característica em comum: curiosidade, são capazes de testar e gostam de se expor ao inesperado. O mundo corporativo é conectado e dependente da tecnologia. Ele muda numa velocidade estonteante e está sempre se reinventado. Por isso, quem está acostumado ao sucesso não pode se contentar com o que tem. Alguns desfrutaram de uma trajetória profissional com um histórico de bons resultados. No entanto, os tempos mudaram e hoje as coisas oscilam com muito mais velocidade. Quem entre os seus contatos sabe do seu potencial e poderia servir de referência em um novo emprego? Qual foi a última vez que tentou fazer algo novo? Está disposto a se expor a novas situações? Já parou para refletir se a sua carreira aponta apenas numa direção? Já sabe como mudar isso?

“Aprender a aprender, de forma rápida e eficaz, bem como aprender a desaprender, passou a ser o grande desafio desta e das próximas gerações.”


Sua carreira precisa ser ágil e profunda.


As transformações que estão acontecendo no mundo corporativo apontam para uma grande mudança no futuro. Quem consegue enxergar isso precisa se renovar, buscar uma nova versão de si mesmo. Seus sucessos do passado não irão lhe garantir êxito lá na frente. Os mais bem-sucedidos são aqueles que entenderam que a sua posição no mercado se tornará em breve obsoleta e conseguem se projetar para frente num ciclo de recomeço. Eles se baseiam em “inovação” e “tendências emergentes”. Ninguém consegue prever o futuro, mas é possível fazer algumas leituras. Sabina Deweik destaca as seguintes tendências:

  • Confiança e compartilhamento – O mundo precisará cada vez mais de relações regidas por esses valores.

  • Rapidez e profundidade – A capacidade de ser simples sem perder o conteúdo, eficácia com simplicidade.

  • Ética sustentável – Uma preocupação crescente com as questões ambientais e qualidade das sociedades.

  • Único e global – É preciso desenvolver produtos com potencial de alcançar consumidores em escala global.

Reflita. Sua “carreira está próxima do fim? ” Está se preparando para mudar e abraçar novas oportunidades?


Cuide dos seus relacionamentos e seja claro em seus objetivos.


É fundamental se conhecer. Somente desta maneira podemos encontrar o que queremos. Procure lembrar de comentários feitos pelos antigos colegas, chefes e familiares para ter uma imagem de como os outros lhe veem. Faça essa reflexão de maneira honesta e disposto a enxergar coisas desagradáveis também.

Procure também fortalecer as suas qualidades, que precisam estar de acordo com a sua busca profissional. Seus valores devem transparecer nas vagas que você busca, nos posts que faz e no currículo entregue às empresas. Cuide de seus relacionamentos, atualize, organize e alinhe seus contatos com os seus valores. Use as suas redes de relacionamento para compartilhar positividade. Seja objetivo ao explicitar as suas necessidades. Ao pedir ajuda você precisa dizer claramente como as pessoas podem lhe ajudar. Você precisa saber exatamente qual tipo de empresa se encaixa no seu perfil, que tipo de chefe conseguirá o melhor de você e quanto quer ganhar.

“O futuro do trabalho dependerá da tecnologia off-line.”

A tecnologia transformou todo o nosso estilo de vida. Vivemos num tempo, em que tudo pode acontecer agora. A pandemia do Coronavírus exacerbou ainda mais essa realidade e permitiu que alguns continuassem produzindo mesmo em meio a todas as restrições. No futuro as tendências apontam para a flexibilização das estruturas de liderança e para a produção descentralizada. As relações de emprego estão mudando tornando-o mais fluido. Além disso, de acordo com pesquisas, mais da metade das crianças de hoje irão realizar trabalhos que nem existem ainda e que mudarão de carreira até 5 vezes. Tudo isso requer novas habilidades. Segundo Elizabeth Fernandes da fundação Dom Cabral, serão traços fundamentais “coragem, cooperação e perseverança” dentro das organizações. As competências do futuro serão características essencialmente humanas. Por isso, ao pensar sua carreira e futuro busque desenvolver essas habilidades. Você está usando as oportunidades que a tecnologia traz para cuidar do seu futuro profissional?


As empresas terão vida curta. Experimente e decida.


Parece que em momentos de crise algumas pessoas encontram mais oportunidades enquanto outras tendem a piorar. Por que isso acontece? A hora chega para quem tem a postura correta. Para estar aberto às melhores chances, você precisa:

  • Se apaixonar pelo que faz – Esse é o segredo dos que estão no topo. Essa vontade precisa se tornar uma fixação.

  • Acreditar – Visualize seu sucesso. Projete em sua mente a realização do objetivo.

  • Frases de confirmação – São declarações do que você acredita e quer. Elas são como “mantras”. Sua mente precisa aceitar essa ideia até que ela se torne parte de você.

  • Especialização – Continue aprendendo. Nunca estaremos completamente formados, apenas passamos de um estágio de conhecimento para outro.

  • Boas ideias – Tenha boas ideias e pense em como executá-las. Compartilhe com outros seu projeto e mãos à obra!

  • Organizar e preparar – Persista ao longo do processo. Muita gente começa, mas poucos finalizam o que começaram. Busque o seu sonho com insistência.

  • Decida com rapidez e firmeza – É melhor decidir alguma coisa, mesmo que errado, do que ser passivo e não se posicionar.

  • Sempre em frente – Não existe sucesso sem a insistência. Ter objetivos claros é importante, mas, sem insistir neles, ninguém consegue concretizar seus planos.

  • Conecte-se – Relacione-se com gente que pensa igual a você, que acredita nos mesmos sonhos. Juntos, vocês gerarão mais energia.

  • Casamento com a mesma visão – Ao escolher um cônjuge, certifique-se de que essa pessoa deseja trilhar o mesmo caminho que você. Se não houver harmonia de propósito, você não chegará a lugar algum.

  • Pensamento positivo – Procure manter sua mente em estado de positividade. Pensamentos negativos existem, mas cabe a nós manter o equilíbrio.

  • Intuição – Acredite nela para fugir de situações perigosas.


Refletir e se adaptar são a chave para o futuro.


Empresas estão sempre mudando e quem não se adapta rapidamente será substituído. Vivemos num mundo “volátil, incerto, complexo e ambíguo”. Isso pode gerar ansiedade, mas também abre espaço para verdadeira inovação. Portanto, mexa-se! O sucesso do passado não garante o seu sucesso lá na frente.

“O que o fez chegar até aqui não o fará chegar lá.”

Quem busca uma trajetória profissional longa precisa ser um cientista, sempre testando opções e saindo de sua zona de conforto. Resumimos isso com o acróstico ABCD: “aceleração, big data, crises e desordem”. Como vivemos em um tempo em que tudo muda rapidamente, as empresas sofrem quando não conseguem se adaptar. Elas passam muito tempo planejando e não fazem esforços para mudar com agilidade. Atraso ou incerteza na tomada de decisões podem causar o fracasso do negócio.

No âmbito pessoal é a mesma coisa. Quem não toma decisões para sua vida profissional pode ter amargas surpresas. Geralmente as pessoas refletem pouco sobre os problemas e dificuldades que estão vivenciando. Quem consegue parar para pensar tem mais chances de ver benefício onde outros só enxergam prejuízo. Poucas empresas irão existir por mais de 20 anos. Por isso, para ter uma carreira longa é preciso reavaliar comportamentos com frequência. Você costuma fazer experimentos em sua vida? Já parou para refletir sobre a sua jornada profissional e planos? Não devemos deixar nosso plano de carreira nas mãos de nosso empregador. As coisas não acontecem por sorte ou acidente, são o resultado de preparação e investimento.

0 visualização0 comentário

Posts recentes

Ver tudo