• Eliane Silva

Mudança de Mindset

Como mudar vidas e transformar organizações


Pense nas pessoas que você mais estima: sua família e amigos, o executivo sênior que você admira e as pessoas com quem você gosta de trabalhar. Examine por que você as aprecia. Talvez elas pensem e ajam de uma forma que evidencie o quanto consideram você importante. Essa atitude ou tipo de percepção orientada aos outros é uma “mentalidade fora da caixa”.

“Líderes de sucesso são aqueles humildes o suficiente para saber olhar além de si mesmos e perceber as capacidades e habilidades reais dos seus subordinados.”

A maioria das pessoas utiliza o termo “mentalidade” para se referirem a uma crença profunda do que são capazes de realizar. No entanto, uma das forças de mudança mais poderosas tem a ver com a forma como você visualiza o seu lugar no mundo – ou como você percebe seu relacionamento com os outros e o que deve fazer por eles. Para adotar uma mentalidade fora da caixa, você precisa enxergar além de si mesmo.


Vários estudos sobre “aprimoramento pessoal e transformação organizacional” apresentam pessoas que fizeram coisas extraordinárias pelos outros. Esses relatórios sugerem que, se você imitar as suas ações altruístas, vai alcançar benefícios semelhantes. Esses exemplos mostram que a maneira como você se comporta determina seus resultados. A maneira como você age, ou como a sua organização age, determina o que você e ela podem alcançar.

“Estruturas de incentivo, métricas empresariais, metas de carreira e egos pessoais conspiram para manter as pessoas focadas em si mesmas e em suas necessidades e desafios.”

Se você deseja que as pessoas transformem suas mentalidades, não fique esperando elas mudarem. Caso contrário, cada um vai querer que os outros mudem primeiro e, se todo mundo hesita, nada acontece. Você deve agir primeiro, fazendo o que deseja que todos os outros façam. As pessoas levam tempo para adotar uma mentalidade fora da caixa. Mesmo quando mudam, muitas pessoas sofrem uma recaída para uma mentalidade voltada a si mesmas. A sua capacidade de manter uma mentalidade fora da caixa quando os outros ainda não conseguem manter a deles de forma consistente pode fazer toda a diferença. Ao se concentrar em um objetivo organizacional, faça com que todas as pessoas da organização se comprometam em um esforço coletivo para alcançar algo maior que elas mesmas, esforçando-se para “trabalhar em equipe perfeitamente e sem egoísmo”.

“Existem métodos de avaliação que exigem análises de performance, com base no desempenho relativo dos membros da equipe uns com os outros. Eles não avaliam a produtividade e os resultados reais da equipe.”

Se você puder alterar a estrutura e as regras da sua organização, busque criar uma cultura que torne as pessoas participantes entusiasmadas, não apenas peões. Quando você começar a ver os membros da sua equipe como indivíduos que se preocupam uns com os outros e com a sua organização, potencialize a criatividade e a energia do grupo para ajudar a sua organização a mudar e crescer.

0 visualização0 comentário

Posts recentes

Ver tudo